diabetes

O jornalista Tom Bueno (37), descobriu, aos 22 anos, que era diabético. Para informar sobre a prevenção, o controle e os sintomas da diabetes, o comunicador criou um canal no YouTube ‘Um Diabético’. Além disso, é colunista de Saúde do Portal iG.

Ele conta que, a princípio, foi difícil aceitar o diagnóstico, mas também que “tudo melhorou quando entendi que o conhecimento era a base de todo o meu tratamento e capaz de aliviar toda a carga que um diagnóstico como o do diabetes traz”.

Tom Bueno acha muito importante relatar como aconteceu com ele. Pois, quando descobriu que era diabético, aos 22 anos, ele já tinha pelo menos cinco sintomas da doença. No entanto não dava importância aos sinais, porque não fazia ideia que poderiam ser sintomas do diabetes: “Naquela época, se me perguntassem sobre diabetes, eu diria que era doença de pessoas mais velhas que tinham consumido doce em excesso. Lembro-me de ter escutado muitas vezes a seguinte frase em casa: ‘Não come muito doce para não ficar diabético’ “.

Importância de perceber os sinais da diabetes



Ele alerta para o fato que a maioria das pessoas não sabe nada a respeito de uma doença que afeta mais de 16 milhões de brasileiros.

Advertisement

E por isso não dão importância aos sinais que o corpo dá quando a glicemia está alterada: “Se eu soubesse o básico na época, teria pedido ajuda antes e não esperado passar tão mal. O meu corpo já estava avisando há pelo menos três meses”.

Ele conta que tinha uma sede absurda e que conseguia tomar 1 litro de água em um único gole. Além disso perdia noites de sono indo ao banheiro quatro vezes durante a noite. O excesso de açúcar na urina fez com que aparecessem formigas no vaso. E continua contando que comia muito, mas perdia peso. Perdeu 13 quilos em pouco mais de dois meses. A visão fiou afetada e o cansaço era muito grande: “Não precisava fazer esforço físico para me cansar. Foi essa fadiga que me parou ao subir 2 degraus de escada no prédio do meu trabalho. De lá, fui levado ao pronto-socorro por amigos e, desta forma, descobri que minha glicemia estava em 640 ml/dl, ou seja, seis vezes mais do que uma taxa normal. Eu já estava em estado grave e precisei ser internado”, relatou o jornalista.

Finalmente, por todos os motivos acima mencionados, Tom Bueno alerta para nunca ignorar os sinais que o corpo emite.

Principais sintomas das diabetes tipo 1 e tipo 2


– Muita sede e boca seca
– Fome exagerada e perda de peso repentina
Cansaço rápido e fraqueza
– Infecções frequentes
Visão turva
– Feridas que demoram a cicatrizar