pressão alta prevenir

É muito importante saber o que é a hipertensão arterial para poder preveni-la. A pressão alta é de fato uma doença que acomete os vasos sanguíneos. Dessa maneira pode prejudicar o funcionamento de órgãos importantes como o coração, o cérebro e os rins. Inclusive pode ser fatal na ausência de um bom diagnóstico e um tratamento adequado.

A pressão arterial ideal é de 120 por 80 mmHg (12 por 8). É considerada alta a pressão igual ou maior a 140 por 90 mmHg (14 por 9). O principal problema é que a doença geralmente não provoca sintomas significativos. Portanto é conhecida como um ‘inimigo silencioso’, pois vai causando danos ao organismo sem maiores indícios.

Estatísticas do Ministério da Saúde

De acordo com o Ministério da Saúde, morrem aproximadamente 300000 mil pessoas por ano devido à doença. Cerca de 60% dos óbitos são por infarto do miocárdio e 80% por acidente vascular cerebral provocados pela pressão arterial elevada, segundo o cardiologista do Hcor, Dr. Celso Amodeo.

Prevenção da pressão alta

Realizar consultas e exames periódicos é a melhor maneira de prevenir e evitar complicações causadas pela doença. Nesse sentido, com a colaboração do Dr. Celso Amadeo, fizemos uma lista que ajuda a prevenir a hipertensão:

– Ter uma boa qualidade de sono

– Usar pouco sal

– Assegurar uma alimentação equilibrada e saudável

– Não fumar

– Praticar exercícios físicos com regularidade

– Reduzir o uso de bebidas alcoólicas

– Evitar sprays nasais com vasoconstritores

– Usar anti-inflamatórios não hormonais somente com prescrição médica

– Fugir das pílulas anticoncepcionais

Às vezes, mesmo tomando todas as precauções, o organismo desenvolve a hipertensão arterial.

Advertisement

Portanto, realizar consultas e exames preventivos também é fundamental para pegar o problema desde o início e conseguir revertê-lo. 

De acordo com o Dr. Amadeo diversas são as causas da hipertensão. Existe, além disso, a hipertensão noturna que pode ser perigosa mesmo quando a pressão é normal durante o dia. Enfim, recomenda-se fazer exames de rotina.