pilates benefícios para idosos

Ao envelhecer o metabolismo do ser humano muda, assim como suas condições físicas e mentais. A densidade óssea é reduzida e também perdemos massa muscular. Por isso, os idosos ficam mais suscetíveis a problemas nas articulações, na coluna e no coração. É bom lembrar que o envelhecimento é um processo natural e, que graças aos avanços científicos, a população está envelhecendo. E para judar o pilates está aí com seus benefícios.

Apesar de ser difícil manter o mesmo ritmo, é importantíssimo para os idosos realizarem exercícios físicos com frequência. Isso vai ajudar muito a manter sua saúde física e mental. Nesse sentido, o Pilates é um tipo de exercício mais leve, portanto ideal para os idosos.

Cinco benefícios do Pilates

O Pilates é baseado na precisão e qualidade de movimentos, sempre observando a respiração. Porém, não o confunda com o Yoga. Os dois trabalham a postura e a respiração, conectando o físico e o mental, mas o Pilates visa o fortalecimento e a Yoga o alongamento muscular.

O Pilates não exige repetição exaustiva dos movimentos. Além disso, tem pouco impacto corporal e adapta-se ao limite de cada um, portanto é mais seguro para os idosos.

Alivia as dores

Praticando regularmente os exercícios de Pilates as dores na coluna e em outras regiões tendem a desaparecer.

Advertisement

Isso porque a prática fortalece os músculos, traz flexibilidade, recupera as articulações além de aumentar a densidade óssea trazendo uma maior sustentabilidade da coluna. A resistência e a disposição aumentam possibilitando mais mobilidade com menos cansaço.

Retarda doenças degenerativas

Está comprovado que a prática regular de Pilates retarda o aparecimento de doenças degenerativas como a Esclerose Múltipla e o Parkinson. Além disso, ajuda na recuperação do cérebro no caso de derrame ou traumas e alivia os sintomas do Mal de Alzheimer que é uma forma de demência agressiva, variável e irreversível. Ele leva a perda da memória, cinestesia, aprendizado, comunicação e alterações na personalidade. O Pilates ajuda a trabalhar a amplitude de movimento, a coordenação motora, a flexibilidade, a força e o equilíbrio. Dessa maneira alivia a cinestesia. E, ao trabalhar a atenção, os exercícios melhoram a memória na coreografia dos movimentos.

Ajuda a controlar a diabetes

Um dos benefícios do Pilates é que os exercícios ajudam a diminuir as taxas de açúcar no sangue e aumentam a absorção de insulina. A prática regular dos exercícios aumenta a massa muscular, a absorção da glicose e o controle do peso.

Evita o desenvolvimento de Osteoporose

Trata-se de uma doença que diminui a massa óssea, muito comum nessa fase etária. A diminuição da massa óssea propicia a fragilidade mecânica, portanto predispõe a quedas e a fraturas. Nesse sentido, o Pilates tem exercícios específicos para o fortalecimento dos glúteos e da coluna que ajudam muito no fortalecimento das pernas, joelhos, tornozelos, diminuindo o perigo das quedas.

Combate a depressão

A nossa sociedade não é muito preparada para atender os idosos. Geralmente se sentem muito sozinhos, pois são excluídos do cotidiano dos mais jovens. Dessa maneira, é comum que desenvolvam depressão. Por isso, o ideal é que pratiquem os exercícios em grupos, permitindo a socialização entre eles e, consequentemente, novas amizades e companhia.
Finalmente, sabe-se que fazer exercícios, mesmo com baixo impacto, ajuda na produção de hormônios que combatem a depressão.

Com todos esses benefícios fica fácil entender porque recomenda-se o Pilates para a terceira idade. Os médicos afirmam que a atividade relaciona corpo e mente melhorando a qualidade de vida. Porém, é muito importante que esses e outros exercícios sejam supervisionamos por especialistas.