Fome nervosa: o que comer, homeopatia e soluções para combatê-la

01/03/2018 - 3:12 165 Views

A fome nervosa é um termo comum para definir aquilo que os estudiosos do comportamento alimentar definem como Emotional Eating, ou seja, a situação vivida por sujeitos que misturam as emoções com a ingestão de alimentos e usam os alimentos para lidar com as emoções que encontram todos os dias. Mesmo quem não tem particulares problemas de peso pode comer não só para satisfazer a fome biológica e para se nutrir.

Alguns estudiosos especulam que o aparecimento de comportamentos alimentares anormais se desenvolvem na infância, mas nem sempre os pais percebem o problema. Quando sentimos a fome nervosa, o que seria correto comer? E quais são os produtos da homeopatia úteis para combatê-la?

O que comer

 Como combater a fome nervosa? É importante escolher bem o que inserir na nossa alimentação. Por exemplo, podemos iniciar a preferir alimentos que satisfazem muito: frutas, em especial abacaxi, laranja, kiwi e toranja, legumes, como cenoura, alface, espinafre e abóbora, carne de frango ou de peru e peixes como o salmão e atum. Todos estes alimentos podem formar uma base para a nossa dieta.

É necessário evitar doces (balas, chocolates), bolos, refrigerantes, salgadinhos em geral. Você pode preferir o uso de muitas especiarias e o consumo de sementes de girassol e de abóbora. Para evitar de petiscar o dia todo, é sempre bom respeitar o horário do lanche do meio da manhã e da tarde, eventualmente com iogurte e cereais.

A fome nervosa é um transtorno alimentar que muitas vezes é desencadeado pela ansiedade. Acabamos comendo excessivamente e continuamente, porque queremos saciar os nossos próprios medos e preocupações.

A homeopatia é uma grande aliada

 A Fome nervosa pode ser compensada com o uso de produtos homeopáticos. Veja aqui os mais úteis: por exemplo, pode ser importante o uso do acônito (Aconitum napellus), especialmente quando o desconforto é acompanhado de ataques de pânico. Podemos usar o nitrato de prata (Argentum nitricum), se nós comemos para reduzir a ansiedade antes de um evento importante, como uma prova ou uma entrevista de trabalho. O Arsenicum album é recomendado para aqueles que estão sujeitos ao desejo de prestar atenção nos mínimos detalhes, enquanto o Lycopodium é adequado para aqueles que querem disfarçar um sentimento de incômodo. O fósforo (Phosphorus) é indicado para os sujeitos emotivos, que se assustam facilmente, enquanto a Pulsatilla pode ser adequada para pessoas que buscam continuamente o apoio dos outros.

Algumas soluções práticas 

 Existem várias soluções para combater a fome nervosa, que podem ser perfeitas aliadas. O essencial seria praticar algum tipo de atividade física: o esporte ativa no nosso cérebro os circuitos do prazer que podem nos induzir a encontrar o bem-estar psicofísico, nos dando a sensação de satisfação, sem a necessidade de exagerar com a comida.

Ao mesmo tempo, é importante comer devagar para apreciar melhor os alimentos e para conseguir controlar melhor o nosso comportamento durante as refeições. Devemos aprender a dar um significado diferente no momento da compra dos alimentos, talvez pode ser uma boa oportunidade ir às compras acompanhado de um amigo, para bater papo. Além disso, pode ser útil ser mais consciente ao escolher alimentos, iniciando a ler os rótulos e não se deixando enganar pelas publicidades.

Um último truque consiste em dedicar tempo suficiente para dormir, para descansar e para superar de maneira mais adequada o estresse acumulado durante o dia.

Achou interessante o nosso artigo? Então compartilhe com os seus amigos!