O que comer de acordo com o grupo sanguíneo

14/06/2018 - 9:04 1927 Views

Foi o Doutor James D’Adamo, em 1957, o primeiro a perceber a correlação entre uma correta alimentação e o grupo sanguíneo: ele percebeu que alguns de seus pacientes reagiam melhor a determinadas terapias se seguiam uma dieta vegetariana, enquanto outros demonstravam melhores resultados com uma dieta à base de carne.

O que a princípio parecia uma suposição infundada, após vários testes, foram encontrados os primeiros resultados: existia uma correspondência entre o tipo sanguíneo do paciente e as reações positivas ou negativas a determinados alimentos.

Foi o filho de James, Peter, que aprofundou os estudos do pai, e descobriu que o sistema imunológico humano é ativado quando se ingere um alimento identificado como “prejudicial”, como uma bactéria ou um vírus.

Peter D’adamo então dedicou sua vida na elaboração de uma lista de alimentos que são positivos, negativos e neutros para cada grupo sanguíneo: aqui está, em resumo, os resultados desses estudos >>

4) Dieta do Grupo Sanguíneo “O”

O grupo “O” pertencia aos primeiros homens existentes na Terra, eram hábeis caçadores que se nutriam de tudo que a natureza lhes oferecia espontaneamente. Aqueles que possuem este grupo sanguíneo, na verdade, possuem muita facilidade para digerir carnes, porque têm um sistema digestivo extremamente funcional e ágil, assim como o sistema imunológico. No entanto os cereais são a sua fraqueza, também possuem a necessidade de se movimentar para liberar adequadamente o estresse acumulado e se sentirem bem.

Quanto a carne, quase todos os tipos são adequados, exceto aquelas de javali, porco e ganso. É melhor evitar o polvo, a lula, o salmão defumado, o iogurte, o amendoim e o pistache, as lentilhas, os cereais como a aveia, a cevada, o farro, o milho, o centeio e por consequência o pão de centeio, a berinjela, a couve-flor, as azeitonas pretas e as batatas. Um conselho: Evite o alho se você tiver uma inflamação no trato digestivo.

3)  Dieta do Grupo Sanguíneo “A”

Também conhecido como o grupo dos “agricultores“, porque parece ter se desenvolvido após o grupo sanguíneo O, durante o período Neolítico, quando os homens começaram a se dedicar a agricultura e a criação de animais. O grupo “A” prefere uma dieta vegetariana, por este motivo se você ama carne, talvez seja melhor diminuir o seu consumo, em nome da sua saúde. Proteínas e gorduras são os inimigos em absoluto, enquanto os benefícios virão principalmente do consumo de produtos da terra. O peixe é concedido, mas seria melhor não comer anchovas, lagostas, arenque, caviar, moluscos, camarão, polvo, pescada, sargo e salmão defumado. Também é necessária uma distância de segurança de produtos lácteos e manteiga, enquanto os alimentos que trazem mais benefício são: alho, a alcachofra, a cenoura, a chicória, a cebola,os brotos de soja, o alho-por, o espinafre, a couve e a abóbora.

2) Dieta do Grupo Sanguíneo “B”

Quem possui este grupo sanguíneo provém dos antigos povos nômades do Oriente Médio. Justamente porque eram nômades, estas pessoas foram forçadas a se adaptar às condições de vida e, consequentemente, à alimentação do lugar onde temporariamente se encontravam. Por este motivo que o sistema imunológico é significativamente mais evoluído, apresentando uma maior resistência ao ataque de tumores e doenças cardiovasculares. Por outro lado, estas pessoas são mais propensas a doenças auto-imunes e do sangue. As condições de nomadismo e da rigorosa dependência da criação de animais fizeram com que os indivíduos do grupo “B” fossem os que mais toleram o leite e os produtos lácteos. Para abolir da sua dieta são os cereais com glúten, a carne de porco, a carne defumada, o peixe frito, o gorgonzola, a abóbora, os tomates e as azeitonas.

1) Dieta do Grupo Sanguíneo “AB”

Aparentemente, este grupo misto“, e enigmático se formou no último milênio com a fusão do grupo A e do grupo B. Este é um pequeno grupo formado por apenas 4-5% da população mundial. Os indivíduos do grupo “AB” produzem mais anticorpos do que os outros e possuem uma resposta aos ataques externos mais lenta: portanto é, mais difícil relacionar os sintomas com uma alimentação inadequada. O grupo “AB” precisa de uma dieta equilibrada: deve preferir carne como a de carneiro, de cordeiro, de peru, ou peixe como a garoupa, o bacalhau, a pescada, o sargo e o atum. Seria melhor minimizar o consumo de produtos lácteos, porque muitas vezes as pessoas deste grupo são intolerantes à lactose. Também é melhor evitar alimentos ricos em amido no jantar, especialmente na velhice, enquanto a maioria dos vegetais são benéficos, menos as alcachofras, as azeitonas pretas, a pimenta, os pimentões, os rabanetes, o ruibarbo e a alcachofra-girassol.

Você gostou do nosso artigo? Já conhecia esta dieta? Compartilhe com os seus amigos no Facebook!