Cabelos brancos: todas as alternativas para evitar a coloração química

12/05/2018 - 10:45 4073 Views

 

A porcentagem de mulheres que pintam os cabelos é muito alta. Cada vez se inicia a pintar o cabelo mais cedo na adolescência, e nos últimos anos começaram-se a utilizar as mais extravagantes e excêntricas cores que antes você não via por aí.

Desde os cabelos com coloração fluorescente, duas, três cores na cabeça, até simples luzes ou reflexos rosa. Primeiro, a cor dos cabelos começa a mudar para estar na moda, depois, para gostar mais de si mesma e no final, para cobrir os tão temidos cabelos brancos.

Porém sabemos que as tinturas, principalmente aquelas que encontramos no comércio são produtos completamente químicos, que certamente não fazem bem aos cabelos. Não é à toa que muitas mulheres encontram-se a longo prazo, especialmente quem utiliza técnicas de descoloração, com cabelos danificados, secos, quebradiços e que parecem parar de crescer, isto porque estão tão danificados que se quebram, dando a impressão de não crescerem.

Sem mencionar os problemas que podem ocorrer se você utilizar uma tintura química durante a gravidez, quando se é muito mais sensível aos produtos que por natureza causam alergias. No entanto, existem alternativas viáveis às colorações industrializadas, que darão o mesmo efeito e cobrirão do mesmo modo os cabelos brancos.

Vamos descobrir juntas os 6 fatores que você deve absolutamente saber >>

1) Componentes prejudiciais

Antes de vermos juntas quais são as alternativas viáveis para substituir a tintura é importante classificar, quais são as substâncias que realmente danificam os nossos cabelos. A primeira é absolutamente a amônia. Depois  vem a para-fenilenodiamina, uma das substâncias que mais causa reações alérgicas e é utilizada como corante. Por último, outro ingrediente prejudicial é o resorcinol, que tem a capacidade de desagregar as células de queratina (proteína sintetizada para formar diversas partes do corpo como pele e cabelos). E o resorcinol também é alérgeno.

2) A Henna

Esta é a primeira alternativa viável para substituir a coloração química. Desta planta é possível obter diferentes cores: Vermelho (Lawsonia Inermis), que é a Henna clássica, Preto (Indigofera Tinctoria) e Loiro (Cassia Obovata – também conhecida como Henna Neutra). Estas são as três cores base, que se misturadas você poderá obter outros tons como castanho mais claro ou mais escuro, mogno, vermelho cereja etc… Na verdade, a Cassia obovata não dá uma tonalidade loira, mas sim uma cor neutra, que sobre uma base clara, se depois misturada com mel ou camomila, realça os reflexos. Não esquecendo que a Henna cobre perfeitamente os cabelos brancos.

henne

3) Corantes naturais

Além da Henna existem muitas outras substâncias naturais, que podem ser usadas na coloração dos cabelos. Uma infusão de chá preto escurece os cabelos, o mesmo ocorre com o café, fazer uma papinha com a borra de café passado e deixá-la agir nos cabelos por uma horinha, dá excelentes resultados. A camomila, a cerveja, o mel e o limão pelo contrário, clareiam e dão reflexos dourados. Uma infusão de hibisco, karkaday (mais conhecido como vinagreira) ou frutas vermelhas, dão reflexos avermelhados ou alaranjados.

coloranti-naturali

4) Colorações semi-permanentes

Se você não gosta nada da idéia de colocar substâncias enlameadas e com cheiros estranhos por horas na cabeça, existe sempre a opção das colorações semi-permanentes. Existem várias opções de marcas à venda no mercado, e a mais famosa é a Crazy Color, que também possui uma linha com tonalidades fluorescentes, como alaranjado, vermelho fogo, rosa, azul elétrico e outras mais. Estas colorações são compostas por elementos aceitáveis e que não são agressivos, que portanto não danificam os cabelos e o couro cabeludo. O principal problema é que depois de poucas lavagens a cor vai embora e por isso podem não ser tão apropriadas para cobrir os cabelos brancos.

tinta-semipermanente

5) Shampoo colorante

Muito parecidos com as tinturas semi-permanentes, a diferença está no método de aplicação, ou seja, o produto deve ser aplicado em todo o comprimento do cabelo como se você estivesse lavando com o shampoo. Ele é muito menos agressivo do que uma tintura normal. O único problema, como já foi mencionado antes, é a duração da coloração, no máximo 6 lavagens. Mas quando você for comprar o seu shampoo preste atenção nos componentes! É sempre melhor evitar: enxofre, sulfeto de selênio, xileno sulfonato de amônia , sulfato de magnésio, tiossulfato de sódio, sulfanato sódico de olefina C14-16 e TEA-dodecil benzeno.

6) E se você realmente não consegue renunciar às tinturas químicas

Em fim, se você acredita ou prefere como única e melhor solução a coloração química, o nosso conselho é o de evitar a aplicação no couro cabeludo, caso você esteja grávida e no máximo optar por luzes ou reflexos, que são os procedimentos químicos menos agressivos. Para cobrir os cabelos brancos, utilize a tintura somente na raiz, para não danificar ainda mais os seus cabelos. O que nós não recomendamos são as descolorações, decapagem e permanente.

tinta-sulle-punte

Se você achou o nosso artigo interessante, compartilhe com as suas amigas no Facebook!