Conheça os alimentos mais contaminados por agrotóxicos

18/04/2018 - 3:21 3198 Views

Cada dia mais, as pessoas prezam por uma alimentação rica em vitaminas e minerais, e procuram levar para a dieta a máxima variedade de legumes, verduras e frutas, para manter um corpo cheio de energia e saúde. Mas e se dissermos que ao mesmo tempo que estamos buscando por uma alimentação saudável, também estamos expondo o nosso organismo a inúmeros danos, gerados pelos mesmos alimentos?

Falamos isso porque recentemente a Anvisa divulgou uma lista onde é revelado o ranking dos alimentos mais contaminados por agrotóxicos no Brasil.

A lista conta com alimentos fundamentais para a manutenção da saúde e o bom funcionamento do nosso organismo. Infelizmente a quantidade de agrotóxicos encontrados neles pode afetar diretamente os órgãos vitais. Pode-se dizer que a maneira que são cultivados determinados alimentos, pode ser verdadeiramente nociva à nossa saúde.

O programa de Análise de Resíduos de Agrotóxicos, examinou 2500 amostras de 18 tipos de alimentos. O resultado é alarmante, quase um terço dos vegetais que mais consumimos no nosso país estão com níveis de agrotóxicos superiores ao que é permitido.

Veja a seguir a lista completa dos alimentos acompanhada dos percentuais de agrotóxicos acima do nível autorizado. A pesquisa analisou tanto o percentual excedente de agrotóxicos, quanto o uso de agrotóxicos não autorizados >>

Mais de 60%

E o primeiro lugar vai para o pimentão! Segundo o estudo feito pela Anvisa, das 146 amostras avaliadas, 91,8%, estavam acima do limite máximo de agrotóxicos permitidos, ficando a frente do morango, com 63,4%, que por sua vez é um fruto de fácil absorção dessas toxinas, por ter um casca muito sutil.

Percentual de 50 a 60%

O Brasil é o principal consumidor de agrotóxicos no mundo. Sozinho, o nosso país consome 20% dos agrotóxicos produzidos no mundo. De fato, não temos previsão de que essa realidade possa mudar consideravelmente. De acordo com as amostras analisadas pela Anvisa, o pepino contém cerca de 57,4% excedente ao permitido, e a alface 54,2%.

Percentual de 40 a 50%

As cenouras analisadas, chegaram a 49,6% acima do nível permitido. Desde 2008 o Brasil está no topo do ranking entre os países que mais utilizam agrotóxicos, uma comprovação bastante alarmante. Digamos que chegamos a consumir mais de 5 litros de agrotóxicos per capita ao ano. Houve um tempo em que se consumiam nutrientes, agora o que se consume são produtos tóxicos.

Percentual de 30% a 40%

No abacaxi o resultado da análise constatou 32,8% de agrotóxicos acima do permitido, na beterraba 32,6% e no mamão 30,4%. A contaminação não para por aqui. O agrotóxico que  foi inicialmente desenvolvido durante a primeira guerra mundial, para ser utilizado como arma química, passou a ser usado como pesticida na agricultura, e continua sendo cada vez mais utilizado para este fim, contaminando não apenas nós, consumidores, mas também o meio ambiente, causando danos talvez irreversíveis.

Percentual de 10% a 20%

Encontramos aqui, o rei da salada, o tomate, que apresentou 16,3% acima do nível permitido no uso dessas toxinas, que servem para combater as pragas que causam danos às plantações. Depois dele encontramos a laranja com 12,2% de resíduos tóxicos. O abuso de agrotóxicos pode causar abortos, má formação fetal e problemas de cognição.

Percentual de até 10%

10% acima do teor permitido, pode parecer pouco, mas não se engane, já é muito, considerando o fato de que estamos falando de excessos. Dentro deste percentual encontramos a maçã que por sua vez atinge 8,9% acima do permitido, arroz com 7,4%, feijão 6,5%, o repolho com 6,3%, a manga com 4%, e enfim a rainha do tempero brasileiro, nossa indispensável cebola, chegou quase lá, com apenas 3,1% acima dos níveis aceitáveis do uso de agrotóxicos.

Dentro das normas

A nossa tão amada e versátil batata, apreciada não só por nós brasileiros, mas muitíssimo consumida em toda parte do mundo, por ser um tubérculo de fácil cultivo, foi considerada um dos alimentos menos contaminados, porém é importante, não deixar de lavar bem a casca antes de preparar seus pratos, pois ainda assim é importante manter as precauções.

Se você gostou do nosso artigo, compartilhe com os seus amigos no Facebook!