13 alimentos que são “aparentemente” saudáveis

02/07/2018 - 2:30 11096 Views

Equivocadamente, na nossa imaginação, muitos alimentos de uso diário, são considerados saudáveis e quase indispensáveis para nosso organismo. Na verdade não é exatamente assim. É sempre aconselhável ler muito bem o rótulos dos alimentos para controlar os ingredientes contidos neles antes de optar por consumi-los com freqüência.

De fato, como veremos, muitos alimentos que podemos encontrar facilmente à venda e nas despensas de nossas casas deveriam ser consumidos com moderação ou até mesmo nem serem consumidos, justamente porque são muitos saborosos, podemos exagerar e isso não seria bom para nosso organismo.

Alguns mais, outros menos, cada um de nós procura cuidar do nosso bem estar físico através de uma alimentação saudável, mas a verdade é que alguns alimentos que consideramos saudáveis efetivamente não são.

Aditivos, adoçantes e corantes são alguns dos ingredientes que dificilmente vamos notar na nossa comida. Os alimentos, inclusive os snacks, que consumimos cotidianamente contém muito frequentemente essas substâncias pouco saudáveis.

Vamos descobrir agora quais são (e porque) os 13 alimentos que parecem saudáveis mas não são >>

1) Alimentos sem glúten

Muitas pessoas sofrem de intolerância alimentar, entre elas, a chamada doença celíaca é talvez a mais comum. Para esses indivíduos é fundamental nutrir-se com alimentos livres de glúten para estarem bem. Mas atenção! Nem todos os alimentos glúten free são realmente saudáveis. Na verdade, muito frequentemente eles contém aditivos prejudiciais à saúde. Neste caso é sempre bom dar uma olhada na etiqueta.

2) Biscoitos de arroz

Muitos daqueles que estão firmes na dieta, normalmente têm o hábito de trocar o pão por bolachas de arroz, pensando equivocadamente que este alimento seja saudável em todos os sentidos. Na real, não é bem assim. O fato é que é necessário prestar muita atenção ao rótulo. Para que as bolachas de arroz sejam consideradas verdadeiramente saudáveis, não devem conter ingredientes como: amido modificado, corante ou levedura.

3) Chips de banana

Quando desejamos fazer um lanchinho rápido e saudável, principalmente quando não temos muito tempo e estamos fora de casa, as frutas secas podem ser uma ótima escolha. Saborosas e práticas para levar na bolsa se comparadas com frutas frescas da estação, é na maioria dos casos un snack cheios de benefícios para o organismo. Mas esse discurso não vale para todas as frutas secas. Assim como os damascos, os salgadinhos de bananas não são tão inofensivos quanto pensamos. De fato, os chips, ao contrário das bananas frescas, que são ricas de propriedades benéficas, são fritos, portanto mais calóricos. Além disso, são adicionados à eles, substâncias químicas para ajudar a ressaltar o sabor da banana.

4) Fruta seca

Além das bananas chips, é bom prestar atenção às frutas desidratadas em geral. Elas podem ser tratadas com fungicidas e dióxido de enxofre. Estes processos servem para evitar que a fruta seca crie mofo e perca a cor. Por este motivo é melhor não abusar desses alimentos potencialmente perigosos para a saúde.

5) Queijo light

O queijo em fatias, especialmente na versão light com menos calorias, é erroneamente considerado um alimento saudável. Na verdade, não é uma boa alternativa ao queijo clássico e é com certeza mais saudável comer um bom queijo tradicional às vezes do que comer frequentemente o queijo considerado light.

6) Frutas e legumes enlatados

Na despensa de todas as casas é fácil achar alimentos enlatados. Também neste caso seria melhor consumir a verdura e frutas frescas. De fato, às frutas e legumes em conserva, são adicionados açúcar, sal e outras substâncias que não seriam necessárias ao nosso organismo. Portanto prefira consumir frutas e legumes da estação.

7) Legumes ricos em amido

Os legumes ricos em amido contém poucas fibras, vitaminas e minerais em comparação com o conteúdo calórico que é muito alto. Então, alguns legumes como as batatas, as abóboras e o milho, não são muito benéficos para o nosso organismo. Portanto é melhor reduzir a quantidade consumida.

8) Iogurte

O iogurte é também considerado um alimento saudável e leve. Na verdade não é assim, sobretudo em relação àqueles com sabor de frutas que são ricos em açúcar, corantes e contém pouquissíma proteína. Por este motivo é preferível substituir o iogurte de frutas pelos iogurtes naturais sem adição de adoçantes.

9) Granola

O café da manhã é considerado pelos especialistas uma das principais refeições e talvez a mais importante do nosso dia. Por este motivo tantas pessoas consomem granola cotidianamente pensando de forma equivocada que seja um alimento super saudável. Na verdade, à granola é quase sempre adicionado açúcar e gorduras que não fazem bem ao nosso organismo.

10) Pão de cereais

A escolha do pão é sempre muito importante. Neste caso, prefira comprar pães fatiados brancos ao invés daqueles multi-cereais. O que acontece é que para fazer o pão multi-cereal, muitas vezes se utilizam algumas farinhas refinadas que são menos saudáveis em relação às utilizadas para fazer o pão branco. Portanto, leia as informações da embalagem para saber que tipo de farinha foi usada.

11) Barrinhas de cereais

As barras energéticas à base de cereais possuem normalmente as mesmas calorias de uma barra de um bom chocolate. Isso acontece porque são normalmente cheias de açúcar, gordura de palma e xarope de glicose.

12) Molho para Saladas

Para manter a linha, jamais substitua os temperos naturais por molhos prontos. Na verdade, esses produtos podem até ser considerados mais saborosos mas são muito ricos em açúcar.

13) Xarope de Agave

O xarope de agave, normalmente usado como substituto mais saudável do açúcar, na verdade contém uma quantidade muito maior de frutose.

Se você gostou do artigo, compartilhe com os seus amigos no Facebook!